Já existe e é alemão

Ao que dá conta o jornal i a Comissão Europeia prepara-se para apresentar um plano industrial europeu em Setembro. Suspeito que o plano já existe, é alemão e chama-se: Energiewende.

 

 

As bases de tal revolução, explicadas por Rifkin, são as mesmas que a Comissão encara como eixos centrais do futuro plano industrial: investimento numa rede europeia de energia e aposta nas energias limpas, na renovação da construção civil (tornando cada vez mais os edifícios em pequenos produtores de energia solar ou eólica) e no desenvolvimento dos carros eléctricos, eixos divididos entre grandes e pequenas empresas.

A Comissão não encara a publicação de um plano como uma imposição sobre as políticas nacionais – nem como dirigismo económico. Antonio Tajani, vice--presidente da Comissão Europeia, fala em diálogo com os governos nacionais. Rifkin, por seu turno, afirmou que a Alemanha já está a liderar este novo movimento."

 

A propósito, os alemães já sabem onde gastar algum dinheiro: “Germany needs EUR 20 bn investment in power grid”.

 

Agora, com sorte, é adaptar e transpor para a realidade de cada país; e esperar para saber a quem os analistas políticos vão atribuir a vitória pela realização deste original "plano Marshall" europeu.

tags:
publicado por Victor Tavares Morais às 13:30 | comentar | partilhar