"A Degola dos Inocentes"

Na passada época, Eduardo Barroso, num programa sobre futebol na Antena 1, disse que no jogo entre Belenenses e Bayern de Munique, a disputar-se na última pré-eliminatória da taça UEFA, se iria assistir a "uma degola de inocentes" (escuso de nomear os degolados). Como se não bastasse, fez esta afirmação com aquele tom sobranceiro que caracteriza pessoas pouco sensatas. Desde então, e não sei se por acaso, o Sporting do sr. dr. Eduardo Barroso já sofreu várias goleadas às “mãos” (ou aos “pés”) de clubes como o Manchester United, o Barcelona ou o Real de Madrid, desempenhado sistematicamente o papel de “inocente” (in)útil do futebol português. Hoje, por acaso, o mesmo Sporting encaixou cinco golos marcados pela equipa bávara que iria humilhar em 2007, sem apelo nem agravo, uns pobres jogadores vestidos com camisola azul e emblema cruz de Cristo ao peito. Já o Belenenses, os da cruz de Cristo ao peito, e por mero acaso, sofreu apenas três golos marcados pelo Bayern de Munique no conjunto da eliminatória.

Moral da história: vale ou não vale a pena, no futebol, essa “escola da vida!”, cultivar a ponderação e a humildade?
publicado por Fernando Martins às 00:28 | comentar | partilhar