Para salivar, ranger os dentes e outras actividades racionais

O Correio da Manhã continua fazendo o que parece ser "trabalho sujo" ao serviço do Governo.[isto] O Expresso, ainda que mais subtil, tem-se prestado ao mesmo.[aquilo] Como, no tempo de José Sócrates, fazia o Diário de Notícias. Há sempre quem se preste a este género de serviços tão civicamente meritórios. A respeito dos conteúdos das "notícias", poderá sempre, com o descaramento característico, perguntar um serventuário: e não é verdade?... Penso que não valerá a pena responder-lhe com a pergunta do Praefectus romano da Judeia...

Diz muito de um Governo que ele escolha enveredar por este modus operandi patológico. Dir-se-ia que se revela, assim, incapaz de afrontar, de enfrentar, os problemas que se lhe deparam ou de apresentar saudavelmente ao escrutínio as medidas políticas que pretende adoptar. Prefere, então, o condicionamento desonesto do público, a sua infantilização, o envenenamento do juízo, a rasteira.

Há eficácia (pelo menos, a curto prazo) neste modo de fazer política? Há, já sabemos que sim. Mas não é isso que importa aqui.

publicado por Carlos Botelho às 16:45 | partilhar