Cachimbo final

André Kertész, Óculos e Cachimbo de Mondrian, 1926.
 

Este é o meu último post no Cachimbo, casa onde fui feliz durante sete anos. Entre as razões da partida, umas são e continuarão a ser apenas do interesse dos meus camaradas de fumo, outras devem-se ao desencanto com a blogosfera política portuguesa, para não dizer com a política portuguesa. A minha actividade na bloga teve um tempo e um modo hoje distantes. Há poucas coisas república lusitana, por estes dias, que me mereçam um comentário, quanto mais uma carga da brigada ligeira. Vou andar por aí, mas num registo mais melancólico: Declínio e queda oblige. Obrigado a todos os que se deram ao trabalho de ler, comentar, lincar ou contrariar estas cachimbadas. Até já.

publicado por Pedro Picoito às 23:46 | comentar | partilhar