Razões de uma candidatura


1. No próximo dia 8 de Junho, o CDS vai a votos para a eleição dos órgãos Distritais de Lisboa;
2. Há 10 anos que não há eleições disputadas na Distrital de Lisboa do CDS;
3. Os actuais responsáveis pela Comissão Política e Assembleia Distrital pretendem revezar-se nos respectivos cargos, contornando a norma estatutária de limitação dos mandatos, não mostrando capacidade, nem tão pouco vontade, de contribuir com novas ideias e melhores propostas, susceptíveis de servir as pessoas;
4. O CDS, a nível nacional, tem vindo a crescer, sem que a estrutura distrital esteja à altura desse crescimento, reflectindo-se nos resultados eleitorais locais;
5. O CDS tem uma larga tradição no distrito de Lisboa, necessitando nestes difíceis tempos que Portugal atravessa, de uma renovada geração de políticas e de políticos;
6. O candidato, já conhecido, Dr. Telmo Correia, foi eleito há poucos meses deputado pelo distrito de Braga.

Entendemos, como imperativo de militância, apresentar um projecto alternativo, que visa procurar devolver ao distrito um CDS mais dinâmico, mais mobilizador e mais empenhado. O tempo é de crise e não se coaduna com políticas gastas e com políticos já comprometidos com outros desafios. Decidi, em conformidade, apresentar a minha candidatura à presidencia da Comissão Política Distrital de Lisboa, contando a meu lado com outros 18 candidatos. Eduardo Nogueira Pinto e Nuno Pombo encabeçam respectivamente a lista à Mesa do Plenário e ao Conselho de Jurisdição. Como mandatário contamos com o apoio de José Luís da Cruz Vilaça.
publicado por Pedro Pestana Bastos às 18:54 | comentar | partilhar