2007: Imprensa

O Público continua a ser o melhor diário português, embora certas mudanças (o grafismo, o pingue-pongue da página final, os suplementos) demorem a convencer-me. E mantém os melhores colunistas do burgo: Vasco Pulido Valente, Rui Ramos, Pacheco Pereira.

O DN continua o processo de tabloidização em curso, atirando inexplicavelmente para os braços da concorrência alguns dos motivos que o recomendavam, como Medeiros Ferreira, Pedro Mexia ou Luciano Amaral. A concorrência agradece.

A Atlântico continua a existir, o que só por si é uma vitória. Mais do que isso, continua a atrair nomes de peso - Manuel Lucena, Vasco Pulido Valente, José Miguel Júdice -, a par de muita rapaziada nova. Até o Pacheco Pereira teve que lhe fazer um elogio, "independentemente da linha editorial". Longa vida ao timoneiro Mascarenhas, à tripulação e à linha editorial, seja lá qual for.

A Spectator continua tory até ao tutano, mas fez as pazes com Cameron. Sobre o previsto cadáver de Gordon Brown?
publicado por Pedro Picoito às 17:08 | comentar | partilhar