E até havia, pela manhã, um bocadinho de nevoeiro

O Cachimbo está de volta. Bem tentámos largar o vício, mas não dá. E aqui segue-se o conselho de Oscar Wilde: a única maneira de acabar com uma tentação é ceder-lhe.
Somos menos, mas não melhores.
Estamos mais velhos, mas não mais sábios.
Outro Verão passou sobre nós. Viajámos pelo Sul de França, pela Catalunha, pelas areias de uma certa baía do Oeste, pelos corredores de um certo palacete à Lapa. Há quem traga um filho novo de férias (eu avisei, não estamos mais sábios). Ninguém acabou a tese (eu avisei, etc).
Mas se a Guerra Fria voltou, a criminalidade voltou, o futebol voltou - porque não há-de voltar o Cachimbo?
publicado por Pedro Picoito às 11:20 | comentar | partilhar