O Fim da Linha


A Reuters converteu o índice de Desenvolvimento Humano elaborado anualmente pela ONU num ranking dos países mais apetecíveis para habitar. O índice de Desenvolvimento Humano da ONU já é de si um pouco apatetado, mas esta coisa de declarar que a Islândia é o melhor sítio para viver em todo o mundo é de doidos. Pergunto-me se não haverá quem troque um bocadinho de "Desenvolvimento Humano" escandinavo pelo contacto com a energia da vida humana, no que tem de desordem, displicência, perigo, imprevisto, brilho. Em doses moderadas, claro. Mas, apesar de tudo, sempre há umas diferenças entre os homens e as plantas.
publicado por Miguel Morgado às 14:37 | comentar | partilhar