Cavaco e as sondagens


As sondagens têm apontado, desde há muito tempo, para a vitória de Cavaco Silva logo à primeira volta. Se tivermos em conta que cerca de metade do eleitorado que o elegeu está, por uma razão ou por outra, desiludido com a sua actuação neste actual mandato, não imagino previsão mais perigosa do que essa. Tal como alguns dos meus camaradas do Cachimbo já manifestaram, reflectindo a posição de uma direita desiludida, o voto em Cavaco só acontecerá se a sua reeleição estiver em perigo, o que faz dos resultados das sondagens um incentivo para não se deslocarem às urnas em Janeiro. O problema evidente desta opção é que se interpretam as sondagens como se fossem os resultados antecipados. É mais do que meio caminho para o desastre.
publicado por Alexandre Homem Cristo às 17:14 | comentar | partilhar