Sexta-feira, 25.01.08

Agora compreende?

A política, não é novidade para ninguém, dá muitas voltas. A memória, porém, permite-nos ir detectando as flutuações e as incongruências de acordo com as circunstâncias. Não deixa de ter a sua graça ver o deputado do CDS/PP, Nuno Magalhães, dizer: «com mais este pacto [sobre o SISI], os portugueses ficam a saber que o PS e o PSD ofendem-se em público e entendem-se em privado. É o pacto da Justiça com os resultados que se vêem, é o pacto para não haver referendo ao tratado europeu e agora este pacto que servirá para sufragar uma política errada do Governo em matéria de segurança interna».
De facto, mudam-se os tempos, mudam-se as vontades. Quando José Ribeiro e Castro era líder do partido a argumentação era outra. Recordo as palavras de Telmo Correia na altura a propósito do pacto da Justiça: «não compreendo por que é que o CDS foi completamente ignorado e excluído do processo».
Aposto que agora, como que por milagre, Telmo Correia compreende muito facilmente por que é que o CDS/PP foi completamente ignorado e excluído do processo de negociação relativo à legislação sobre o SISI...
publicado por Joana Alarcão às 00:27 | comentar | partilhar
Terça-feira, 08.01.08

O respeitinho só funciona com os indígenas?

Depois do recente episódio com o ex-embaixador norte-americano em Portugal, Alfred Hoffman, agora foi a vez do primeiro-ministro da Eslovénia e presidente em exercício do Conselho da União Europeia, Janez Jansa, se sentir no direito de publicamente opinar sobre decisões a tomar no âmbito da política interna portuguesa.
Isto está bonito. É impressão minha, ou há aqui um probleminha?
.
P.S. — Uma vez sem exemplo, de acordo com Paulo Portas quando afirma que «alguém do Governo devia dizer ao Governo da Eslovénia que Portugal é um Estado soberano, com instituições próprias e soberanas» (Lusa via Público online, 7.1.2008).
publicado por Joana Alarcão às 14:34 | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Cachimbos

O Cachimbo de Magritte é um blogue de comentário político. Ocasionalmente, trata também de coisas sérias. Sabe que a realidade nem sempre é o que parece. Não tem uma ideologia e desconfia de ideologias. Prefere Burke à burqa e Aron aos arianos. Acredita que Portugal é uma teimosia viável e o 11 de Setembro uma vasta conspiração para Mário Soares aparecer na RTP. Não quer o poder, mas já está por tudo. Fuma-se devagar e, ao contrário do que diz o Estado, não provoca impotência.

pesquisa

 

posts recentes

links

Posts mais comentados

últ. comentários

  • ou podre
  • http://fernandovicenteblog.blogspot.pt/2008/07/si-...
  • O pagamento do IVA só no recibo leva a uma menor a...
  • O ranking tal como existe é um dado absoluto. Um r...
  • Só agora dei com este post, fora do tempo.O MEC af...
  • Do not RIP
  • pois
  • A ASAE não tem excessos que devem ser travados. O ...
  • Concordo. Carlos Botelho foi um exemplo de dignida...
  • ou morriam um milhão deles

tags

arquivos

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

subscrever feeds