Despedimento com Justa Causa.

Com 5 (cinco) pontos em 4 (quatro) jogos (dois deles em casa e outros dois contra equipas do mais fraco que existe na Europa), Carlos Queiroz pode e deve ser despedido com justa causa. Entretanto, e até ao mês do Natal, a Federação Portuguesa de Futebol poderá contratar um seleccionador que saiba liderar e pôr as vedetas portuguesas a jogar futebol. É tudo o que me ocorre dizer depois do empate e da exibição de Portugal, ontem contra a Albânia, em jogo da fase apuramento para o Mundial de Futebol de 2010 a disputar na África do Sul.
publicado por Fernando Martins às 00:40 | comentar | ver comentários (5) | partilhar