Ditosa Pátria.

Desde as 4 ou 5 da tarde, venho ouvindo intermitentemente, na rádio e na televisão, as últimas notícias sobre o futebol nacional. Não sei o que é mais absurdo. Se a confirmação da total falta de credibilidade das competições profissionais daquela modalidade realizadas nos últimos anos – 10, 20, 30 ou até mais anos? – se as reacções e comentários "contextualizadores", "relativizadores" e "desculpabilizadores" de comportamentos que, com um módico de bom senso e de racionalidade, ninguém hesitaria em condenar liminarmente. Mas afinal os portugueses são aquilo que são e não o que gostaríamos que fossem…
publicado por Fernando Martins às 23:19 | comentar | ver comentários (3) | partilhar