Portugal e o Terrorismo: Reanálise, precisa-se

Sete dos 14 alegados membros de uma célula terrorista baseada em Barcelona, que foi desmantelada há uma semana pelas autoridades espanholas, estiveram em Portugal em 2006 e 2007 no âmbito de encontros religiosos (Carlos Varela/JN, 27.1.2008).
.
Hoje é um dia tão bom como qualquer outro para repensar algumas ideias estabelecidas sobre a relação de Portugal com o terrorismo transnacional. Destaco duas. A primeira é a de que somos apenas «um local perigoso de trânsito, de apoio» para falsificação de documentos, descanso e movimentos financeiros, como refere José Manuel Anes, vice-presidente do OSCOT.
A segunda é a de que pelo facto de a comunidade muçulmana ser pouco numerosa e «est[ar] bem integrada» em Portugal estamos relativamente protegidos de um eventual atentado terrorista, como nota Helena Rego do SIS.
.
A célula terrorista de Barcelona, como facilmente se percebe, colocou estes dois pressupostos em causa.
publicado por Joana Alarcão às 15:41 | comentar | partilhar