Os Melhores Amigos do Peixe

A União Europeia e, portanto, a totalidade dos seus Estados membros, que gastaram nas últimas décadas milhões a perder de vista para reduzirem ou, às vezes, extinguirem frotas pesqueiras antiquadas, modernas ou “assim-assim”, recusam-se hoje, e não sei se por enquanto, a ajudar financeiramente, e com pouco mais do que uns trocados, armadores e pescadores naquele que é um momento difícil provocado – também – pela alta dos preços dos combustíveis. Com greves ou ameaças de greve por parte de pescadores franceses, espanhóis, italianos e portugueses, salva-se, uma vez mais, o peixe. O de alto-mar, está bom de ver. Porque a coisa nunca esteve tão boa para a piscicultura e para os piscicultores e tão má para o “pescado” de aviário.
publicado por Fernando Martins às 23:09 | comentar | ver comentários (2) | partilhar